livros.wiki

A Bela e a Fera

Era uma vez, em um lugar distante, um homem que tinha três filhas. A mais nova, Bela, não era apenas bonita, mas também muito gentil.

Um dia, o pai de Bela teve que viajar para longe a trabalho. Ele perguntou às suas filhas que presentes elas gostariam quando ele voltasse. As irmãs de Bela queriam coisas caras, mas Bela só queria uma rosa, porque elas não cresciam onde viviam.

Na volta para casa, o pai de Bela se perdeu em uma grande tempestade na floresta. Ele ficou assustado e com fome, procurando um lugar para ficar, como uma estalagem. De repente, viu uma pequena luz ao longe. Usou sua última energia para se dirigir até lá. Encontrou um palácio chique com um portão aberto. Bateu na porta muitas vezes, mas ninguém respondeu. Então, entrou para se aquecer e esperar pelos donos. O interior do palácio era realmente elegante, com luzes bonitas e móveis requintados.

O homem ficou em frente à lareira para se secar e viu uma mesa com comida quente e vinho saboroso para uma pessoa. Ele estava tão cansado que se sentou e comeu tudo.

Depois, viu a luz vindo de outra sala e entrou. Lá, encontrou um quarto grande com uma cama confortável. Deitou-se e rapidamente adormeceu. Quando acordou de manhã, encontrou roupas limpas e um café da manhã delicioso. Sentindo-se revigorado e feliz, o pai de Bela saiu do palácio, se perguntando por que não viu ninguém lá dentro.

 

rose

Perto do portão do palácio, o comerciante viu um arbusto de rosas com flores lindas e se lembrou da promessa que fez a Bela. Ele parou e colheu a flor mais perfumada. De repente, ouviu um rugido aterrorizante atrás dele. Quando se virou, viu uma criatura monstruosa que disse:

“É assim que você retribui minha hospitalidade, roubando minhas rosas? Para lhe ensinar uma lição, devo puni-lo!”

O comerciante se ajoelhou, implorando à besta que o deixasse se despedir de suas filhas pelo menos uma última vez. A besta então propôs uma troca: em uma semana, o comerciante ou uma de suas filhas deveria voltar em seu lugar.

Sentindo-se aterrorizado e infeliz, o homem voltou para casa, se jogou aos pés de suas filhas e pediu conselhos sobre o que fazer. Bela se aproximou e disse:

“Foi por minha causa que a fera ficou zangada. É justo que eu vá…”

As objeções de seu pai não puderam mudar sua mente. Após sete dias, ela partiu para seu destino misterioso.

Ao chegar na casa da besta, Bela encontrou tudo exatamente como seu pai havia descrito, sem ver uma única alma viva. Ela decidiu explorar o palácio e, para sua surpresa, deparou-se com uma porta especial com letras douradas que diziam “Apartamento da Bela”.

Sua curiosidade a dominou, e ela entrou na sala, encontrando-se em uma parte grande e bonita do palácio, com janelas grandes que ofereciam uma vista adorável do jardim. Durante o almoço, ela ouviu uma batida na porta e se aproximou com medo. Ela a abriu cuidadosamente e viu a Fera parada ali. Surpresa, ela deu um passo para trás e correu pelos quartos. Quando chegou ao último, percebeu que a Fera a estava seguindo. Ela sentiu medo e estava prestes a implorar por misericórdia quando a Fera, com um rosnado suave e suplicante, falou com ela:

“Eu sei que posso parecer assustador, e peço desculpas por isso. Mas no fundo, não sou uma pessoa má, e espero que um dia você possa gostar da minha companhia. Por enquanto, gostaria de convidá-la para jantar comigo, se estiver disposta.”

Ainda assustada, mas um pouco menos temerosa, Bela concordou. Conforme os dias passavam, ela descobria que a Fera não era tão terrível quanto ela pensava. Passaram muitas semanas juntos, e Belle estava começando a gostar desse ser estranho, que se revelou amável, bem-educado e cortês.

Um dia, a Fera levou Belle para o lado e, um pouco timidamente, confessou:

“Desde que você chegou, minha vida mudou. Percebi que me apaixonei por você, Belle. Você consideraria se casar comigo?”

Belle, surpresa, não sabia o que dizer. Então, para ganhar tempo e pensar melhor, ela respondeu:

“Para tomar uma decisão tão importante, quero falar com meu pai, a quem não vejo há muito tempo.”

A Fera pensou por um tempo, mas seu amor por Belle era tão forte que no final ele a deixou partir, prometendo a si mesmo que ela voltaria após sete dias.

Quando Bela voltou para seu pai, ele não podia acreditar em seus olhos. Ele tinha temido que o monstro a tivesse devorado. Ele a abraçou apertado e a cobriu de beijos. Eles compartilharam suas histórias, e o tempo passou rapidamente. Bela não percebeu que mais de sete dias haviam se passado.

Uma noite, ela teve um sonho em que viu a Fera deitada sem vida perto do arbusto de rosas. Ela lembrou de sua promessa e correu para o palácio. Lá, perto do arbusto de rosas, encontrou a Fera moribunda.

Então, Bela a abraçou apertado e disse:

“Oh, por favor, não morra! Eu pensei que só gostava muito de você, mas quando sinto essa dor, percebo que te amo.”

Ao ouvir essas palavras, a Fera abriu os olhos e sorriu feliz. Para surpresa de Bela, ele começou a se transformar em um belo jovem. Ele a olhou com profunda emoção e perguntou:

“Um feitiço maligno me aprisionou nessa forma monstruosa. Só fazendo uma garota se apaixonar por mim poderia quebrá-lo, e você é a escolhida. Você se casaria comigo agora?”

Bela não hesitou e disse “Sim”, e a partir desse momento, eles viveram felizes e apaixonados.

 A Bela e a Fera

A MORAL DE “A BELA E A FERA”

A moral de “A Bela e a Fera” é que a verdadeira beleza está no interior. A história nos ensina a não julgar os outros apenas com base em sua aparência exterior, pois julgamentos superficiais podem levar a mal-entendidos e oportunidades perdidas para conexões significativas. Em vez disso, enfatiza a importância de valorizar a bondade, a compaixão e as qualidades internas em detrimento da aparência externa.

Além disso, a história destaca o poder transformador do amor e a ideia de que o amor tem a capacidade de mudar as pessoas para melhor. Através do amor e da aceitação de Belle, a Fera é capaz de se libertar da maldição e se tornar uma pessoa melhor.

Em resumo, a moral de “A Bela e a Fera” nos encoraja a olhar além das aparências, praticar empatia e bondade, e apreciar a beleza do caráter e do coração de uma pessoa.

A Bela e a Fera Read More »

Cinderela Gata Borralheira

Cinderela Gata Borralheira: Um Conto de Fadas de Esperança e Sonhos

Cinderela tinha um pai amoroso que era bastante rico. Infelizmente, quando o pai dela faleceu, sua madrasta assumiu o controle da casa deles. A vida ficou bastante difícil para Cinderela porque sua madrasta não era muito gentil. Ela tinha duas meias-irmãs que também não eram boas com ela. Elas tinham ciúmes da beleza de Cinderela e a tratavam mal, fazendo com que ela trabalhasse como uma criada em sua própria casa. Ela tinha que fazer todas as tarefas domésticas e suportar palavras cruéis. Seu único refúgio era um pequeno quarto no sótão, e seus amigos mais queridos eram os animais amigáveis que ela encontrava na floresta.

O Grande Baile do Rei: O Lindo Vestido de Cinderela

O Lindo Vestido de Cinderela

Um dia, uma notícia emocionante se espalhou por todo o reino. O Rei decidiu realizar uma grande festa, onde o Príncipe escolheria sua futura esposa entre todas as meninas da terra. Todos receberam um convite, que dizia que todas as meninas deveriam comparecer ao Baile do Rei.

A madrasta de Cinderela sabia que Cinderela era a garota mais bonita da região, mas disse a ela que não podia ir porque não tinha um vestido bonito. Então, Cinderela usou sua criatividade e, com a ajuda de seus pequenos amigos animais da floresta, costurou um vestido bonito usando pedaços diferentes. Pássaros, ratos e esquilos todos contribuíram para torná-lo especial.

Atitude Cruel da Madrasta: Destruindo os Sonhos de Cinderela

Infelizmente, a madrasta de Cinderela não queria que ela fosse ao baile de jeito nenhum. Ela estava preocupada que a beleza de Cinderela pudesse ofuscar suas próprias filhas e chamar a atenção do Príncipe. Então, no último momento, elas rasgaram o vestido de Cinderela em pedaços. Elas alegaram que ela não tinha o direito de usar o vestido feito de retalhos que elas disseram ser lixo. Fizeram isso para impedir que ela tivesse tempo de fazer outro. Foi realmente cruel.

A Mágica Transformação de Cinderela: De Trapos a Riquezas

Cinderela subiu para o seu quarto especial no sótão. Ela olhou pela janela e viu o grandioso castelo no alto da colina. Ela não conseguiu evitar as lágrimas e as preces. Ela rezou muito forte. E então, algo mágico aconteceu. Sua Fada Madrinha apareceu, confortando Cinderela e usando sua magia para criar um vestido lindo só para ela. Um carruagem magnífica também apareceu, e os amigos animais de Cinderela se transformaram em pessoas de verdade, como um cocheiro e ajudantes. Mas antes de Cinderela partir, sua Fada Madrinha lhe deu um aviso: ela precisava voltar antes da meia-noite, senão toda a magia desapareceria, e tudo voltaria ao que era antes.

Uma História de Amor à Meia-Noite: Cinderela e o Príncipe

Cinderela e o Príncipe

Cinderela foi à festa parecendo uma verdadeira princesa. Ela estava tão bonita que ninguém conseguia reconhecê-la, exceto sua madrasta, que sentiu que talvez a conhecesse de algum lugar, mas não conseguia se lembrar. Assim que o príncipe a viu, ele a convidou para dançar, e eles dançaram a noite toda. Conversaram e riram juntos, sentindo que eram perfeitos um para o outro.

Mas aqui está o detalhe, a fada madrinha de Cinderela havia dito a ela que toda a magia só duraria até um pouco depois da meia-noite. Quando o relógio bateu doze minutos após a uma, Cinderela teve que ir embora. Foi quando ela deixou acidentalmente um de seus sapatinhos de vidro na escada. O príncipe, preocupado por não saber o nome dela nem como encontrá-la novamente, pegou o pequeno sapato e saiu em busca por todo o reino e cidades vizinhas. Muitas meninas alegaram que o sapato era delas, mas nenhum dos pés delas coube nele.

Um Final de Conto de Fadas: O Casamento de Cinderela e o Príncipe

O Casamento de Cinderela e o Príncipe

Quando o príncipe chegou à casa de Cinderela, sua madrasta a trancou no sótão e permitiu apenas que suas duas filhas tentassem calçar o sapatinho de cristal. Mesmo que as meias-irmãs tentassem muito, o sapatinho não coube nelas. Foi quando um dos ajudantes do príncipe notou uma moça na janela do sótão.

Seguindo as ordens do príncipe, a madrasta teve que trazer Cinderela para baixo. Cinderela experimentou o sapato, e mesmo antes de ele se encaixar perfeitamente, o príncipe sentiu em seu coração que havia encontrado seu verdadeiro amor novamente. Cinderela e o príncipe se casaram em uma bela cerimônia, e com o passar dos anos, eles se tornaram Rei e Rainha, conhecidos por sua bondade e justiça. Cinderela e o príncipe viveram felizes para sempre.

Moral da história

O moral da história de Cinderela é tipicamente interpretado como uma lição sobre o poder da bondade, da beleza interior e de permanecer fiel a si mesmo. Ele nos ensina que a bondade e a generosidade podem, em última instância, levar a uma vida feliz e satisfatória, mesmo diante de adversidades e maus-tratos. Além disso, a história enfatiza a ideia de que todos merecem amor e uma chance de perseguir seus sonhos, independentemente de suas circunstâncias.

Cinderela Gata Borralheira: Um Conto de Fadas de Esperança e Sonhos Read More »

A História do Lobo e dos Sete Cabritinhos

A História do Lobo e dos Sete Cabritinhos | Excelente História

Era uma vez uma bondosa cabra velha que tinha sete cabritinhos, e ela os amava profundamente, assim como as mães amam seus filhos. Um dia, ela teve que ir para a floresta em busca de comida e tinha uma mensagem importante para seus filhotes:

“Escutem atentamente, meus queridos filhotes”, ela disse. “Eu tenho que ir para a floresta, e enquanto estiver fora, vocês devem ser muito cuidadosos, porque há um lobo malvado e perigoso por aí. Se ele vier aqui, pode devorar todos vocês, da cabeça aos pés. Às vezes, ele se disfarça de outra pessoa, mas vocês podem reconhecê-lo pela voz rouca e pelos pés bem pretos.”

Os cabritinhos prometeram à mãe que seriam extremamente cautelosos, e ela pôde partir sem se preocupar muito.

Enfrentando o Perigo: A História do Lobo Astuto

lobo entra na casa da cabrinha

A cabra partiu em direção à floresta, sentindo-se um pouco menos ansiosa. Logo depois, houve uma batida na porta da frente e uma voz chamou:

“Abra a porta, meus queridos filhotes. Sua mãe voltou com algumas guloseimas deliciosas para vocês.” Mas os cabritinhos perceberam que algo estava errado. A voz era áspera e desagradável, nada parecida com a doce e suave da mãe deles.

“Não vamos abrir a porta!” os cabritinhos gritaram. “Você não é nossa mãe! Ela tem uma voz suave e gentil, não uma voz grossa e ríspida como a sua.” Eles estavam assustados, mas determinados a ficar seguros.

A Segunda Tentativa do Lobo de Enganar os Cabritinhos

O lobo teve uma ideia astuta. Ele foi até uma loja e comprou muito giz, que ele comeu para mudar sua voz. Depois disso, ele voltou para a casa de Dona Cabra e bateu na porta mais uma vez, chamando:

“Abra a porta, meus queridos filhotes. Sua mãe voltou com algumas guloseimas deliciosas para vocês.” Mas desta vez, ele tentou esconder seus pés. Infelizmente para ele, os cabritinhos conseguiram ver seus pés pretos debaixo da porta e gritaram:

“Não vamos abrir a porta! Os pés da nossa mãe não são pretos como os seus. Você é o lobo!” Eles estavam assustados, mas espertos o suficiente para perceberem os truques do lobo.

O Truque da Padaria do Lobo: Cabritinhos Enganados pelo Lobo

O lobo teve outra ideia astuta. Ele foi a uma padaria e pediu um favor ao padeiro:

“Por favor, passe um pouco de massa de pão nos meus pés. Eles doem muito. E polvilhe um pouco de farinha de trigo também, ouvi dizer que é bom para os pés.”

O padeiro gentil fez o que ele pediu, e os pés do lobo pareceram limpos e brancos. Então, ele voltou para a casa de Dona Cabra e bateu na porta novamente, chamando:

“Abra a porta, meus queridos filhotes. Sua mãe voltou, trazendo todas as coisas maravilhosas que ela encontrou na floresta.”

Os cabritinhos estavam mais cautelosos desta vez e disseram: “Mostre-nos seus pés primeiro!”

Quando viram os pés brancos, acreditaram que ele estava falando a verdade e abriram a porta. Mas, para a surpresa deles, foi o lobo quem apareceu! Os pobres cabritinhos ficaram assustados e tentaram se esconder.

 

O Desesperado Esconde-Esconde dos Cabritinhos

lobo surpresa cabrinha

Os cabritinhos estavam em apuros. Eles se esconderam em diferentes lugares: um embaixo da mesa, outro embaixo da cama, um no forno, outro na cozinha, o quinto no armário, o sexto embaixo da tina de lavar roupas e o sétimo na caixa do relógio. Mas não adiantou. O lobo astuto encontrou todos eles e os colocou um por um em sua sacola, planejando comê-los mais tarde. Apenas o cabritinho mais jovem, que estava escondido na caixa de relógio, conseguiu escapar.

O lobo estava cansado de perseguir e correr, e começou a sentir muito sono. Eventualmente, ele adormeceu embaixo de uma árvore.

A Revelação do Corajoso Cabritinho Mais Jovem

Dona Cabra voltou para casa e ficou desolada ao ver a situação da sua casa. A porta da frente estava completamente aberta, os móveis estavam virados, e as coisas estavam espalhadas por todo lado. Era um caos.

Ela procurou desesperadamente pelos seus filhos, mas não conseguia encontrá-los em lugar algum. Ela chamou os nomes deles em voz alta, um por um, mas não obteve resposta. Finalmente, ouviu a voz fraca do seu filho mais novo dizendo:

“Estou na caixa do relógio, mamãe!”

Ela o resgatou rapidamente e ele contou a terrível notícia de que o lobo havia capturado todos os outros cabritinhos. Você pode imaginar como Dona Cabra se sentiu triste e assustada. Ela não sabia o que fazer e se sentia perdida. Com seu único filho restante ao seu lado, eles deixaram a casa.

Ao caminharem um pouco mais, avistaram o lobo. Ele estava profundamente adormecido debaixo de uma árvore, roncando alto e fazendo os galhos balançarem com seu ronco.

 

Fuga das Garras do Lobo: Reencontro dos Cabritinhos

Sucesso de Dona Cabra para escapar de cabrinha

Enquanto olhava para o lobo, Dona Cabra notou um saco grande por perto e viu que algo estava se mexendo dentro dele.

“Oh, meus queridos filhotes!” ela exclamou.

Então, ela disse ao seu filho mais novo para correr de volta para casa, pegar algumas tesouras, uma agulha e linha. O pequeno cabritinho correu e voltou rapidamente com os itens solicitados.

Sem perder tempo, Dona Cabra cuidadosamente cortou o saco, e em pouco tempo, todos os seis filhotes estavam livres.

Vendo todos os seus filhos seguros e sãos, Dona Cabra disse: “Agora, vamos reunir rapidamente algumas pedras grandes para encher este saco enquanto ele ainda está dormindo profundamente. Assim, ele nem vai perceber!”

Os sete pequenos cabritinhos coletaram as pedras e as colocaram dentro do saco com muito cuidado, sendo extra silenciosos para não acordar o lobo. Sua mãe não perdeu tempo, costurando o saco o mais rápido que pôde, e eles tentaram escapar o mais silenciosamente possível.

A Consequência Inesperada da Decepção do Lobo

Quando o lobo acordou, estava realmente com sede. Ele queria ir até um poço para beber água e carregou a sacola, pensando que ainda tinha os cabritinhos dentro.

Ao chegar ao poço, ele escorregou acidentalmente e caiu dentro dele! A sacola era muito mais pesada do que ele imaginava e o fez perder o equilíbrio.

As pessoas dizem que até hoje ele está no poço, pedindo a alguém que o ajude a sair. Isso nos lembra que, às vezes, ser enganador e cruel pode nos colocar em situações difíceis.

Moral da história

A lição desta história é bem simples: não engane ou iluda os outros, porque isso pode trazer problemas e má sorte. Em vez disso, seja honesto e gentil com as pessoas. Trate-as da mesma forma como gostaria de ser tratado. Lembre-se de que nossas ações podem ter consequências, e ser rude com os outros pode acabar causando nossos próprios problemas. Portanto, é melhor ser justo e respeitoso com todos.

A História do Lobo e dos Sete Cabritinhos | Excelente História Read More »

Branca de Neve e os Sete Anões

Branca de Neve e os Sete Anões – História de Amor

Há muitos anos, em uma terra distante, havia um rei e uma rainha que tinham uma jovem filha chamada Princesa Branca de Neve. Ela tinha a pele tão pura quanto a neve, lábios tão vermelhos quanto o sangue mais brilhante e cabelos tão escuros quanto a noite mais profunda.

Os Medos da Rainha e a Inocência de Branca de Neve

Certa vez, a rainha ficou muito doente e faleceu. O rei, se sentindo muito solitário, se casou novamente. O que ninguém sabia era que a nova rainha era uma feiticeira muito cruel, invejosa e extremamente egoísta. Ela possuía um espelho mágico com o qual conversava todos os dias, perguntando:

— Meu espelho! Existe alguém no mundo mais bonito do que eu? Dizia a Rainha.

E o espelho sempre respondia:

— Você é a mulher mais bonita do mundo, minha rainha!

Com o tempo, Branca de Neve cresceu e ficou ainda mais encantadora, simpática e gentil. Todos gostavam muito dela, exceto a rainha. Ela tinha medo de que Branca de Neve se tornasse mais bonita do que ela.

Após a morte do rei, a rainha fez Branca de Neve vestir roupas desgastadas e cuidar de toda a limpeza e organização do castelo. Branca de Neve passava seus dias lavando, passando roupa e limpando, mas nunca reclamava. Ela sempre foi gentil, educada e amada por todos.

A ordem da rainha para o caçador de encerrar a vida de Branca de Neve

Um dia, como todos os outros dias, a rainha conversou com seu espelho mágico:

— Espelho, querido espelho! Existe alguém no mundo mais bonito do que eu?

— Sim, minha rainha! Branca de Neve é agora a mais bela de todas.

Essas palavras encheram a rainha de raiva porque ela queria ser a mais bonita para sempre. Então, ela chamou seu caçador mais leal e o ordenou a tirar a vida de Branca de Neve, exigindo que ele retornasse com o coração dela em uma caixa. No dia seguinte, o caçador pediu a Branca de Neve que o acompanhasse para uma caminhada na floresta, mas ele não conseguiu machucá-la.

O caçador disse — Princesa, – a rainha me ordenou a fazer algo terrível, mas eu não posso. Eu a vi crescer e sempre fui leal ao seu pai.

– A Rainha?! Mas por quê? — perguntou a princesa.

O caçador disse — Eu não sei o motivo, mas desta vez, não seguirei as ordens da rainha. Fuja, querida princesa, e nunca mais retorne ao castelo, porque ela tem o poder de cometer crueldades e tirar sua vida!

Branca de Neve Encontrou uma Cabana Encantadora no Bosque

Branca de Neve, sentindo-se muito assustada e chorando, correu profundamente na floresta, sem saber onde encontrar segurança. Enquanto isso, o caçador, enfrentando uma decisão difícil, encerrou a vida de uma gazela, pegou seu coração e colocou-o dentro de uma caixa. Em seguida, ele levou essa caixa para a rainha, que, com um senso cruel de satisfação, acreditou que sua enteada havia chegado ao fim.

À medida que a noite caía, Branca de Neve continuou sua jornada pela escura floresta até encontrar uma cabana pequena e encantadora. Parecia ser feita para crianças e, apesar de seu estado bagunçado, Branca de Neve se encarregou de limpar e arrumar o aconchegante lar. No andar de cima, ela encontrou sete camas confortáveis alinhadas lado a lado. Esgotada além das palavras, ela juntou uma das camas, deitou-se e finalmente caiu em um sono muito necessário.

Branca de Neve e os Sete Anões

A cabana pertencia a sete pequenos anões que, ao voltarem para casa, ficaram surpresos ao encontrar tudo arrumado e limpo. Eles subiram as escadas e ficaram maravilhados ao descobrir uma bela jovem dormindo em suas camas.

Quando Branca de Neve acordou, ela compartilhou sua história com os anões. Eles rapidamente se afeiçoaram a ela e a convidaram gentilmente para ficar com eles. O tempo passou, e o vínculo entre eles se fortaleceu.

 

A bruxa deu uma maçã envenenada para Branca de Neve

Um dia, a rainha consultou seu espelho novamente e descobriu que Branca de Neve ainda estava viva. Isso a deixou muito furiosa. Ela criou um plano venenoso e o colocou dentro de uma maçã, depois se disfarçou como uma pobre senhora.

— Se você der uma mordida nesta maçã, Branca de Neve cairá em um sono profundo para sempre! — disse a rainha à bruxa.

No dia seguinte, os anões saíram para trabalhar, deixando Branca de Neve sozinha. Pouco depois, a velha disfarçada apareceu na janela da cozinha. Branca de Neve ofereceu a ela um copo de água e conversou com ela.

– Muito obrigada! — respondeu a velha — por favor, coma uma maçã!

Assim que Branca de Neve deu uma mordida na maçã, ela desmaiou. Os anões, alertados pelos animais da floresta, correram de volta para a cabana enquanto a rainha fugia. No entanto, em sua pressa, ela caiu em um abismo profundo e pereceu.

Os bondosos anões encontraram Branca de Neve deitada lá, parecendo estar em um sono tranquilo. Eles a colocaram em um belo caixão de cristal em um claro da floresta e, em seguida, montaram vigília dia e noite, esperando que um dia ela acordasse.

 

Amor à Primeira Vista – Adeus aos Anões

Um dia, um príncipe de um reino próximo chegou ao clareira e imediatamente se apaixonou por Branca de Neve quando a viu. Ele gentilmente pediu aos anões que permitissem que ele levasse o corpo de Branca de Neve para o seu castelo e assegurou-lhes que cuidaria dela.

Os anões concordaram, e enquanto tentavam levantar o caixão, ele caiu acidentalmente. Isso fez com que o pedaço da maçã envenenada preso na garganta de Branca de Neve saísse, quebrando o feitiço e acordando-a.

Quando Branca de Neve viu o príncipe, ambos se apaixonaram profundamente!

Branca de Neve então se despediu dos sete anões e partiu com o príncipe para um castelo distante, onde se casaram e viveram felizes para sempre.

Branca de Neve

Conclusão

Em conclusão, o amor triunfou no final, pois a chegada do príncipe quebrou o feitiço da rainha malvada, acordando Branca de Neve de seu sono encantado. Seu amor floresceu instantaneamente, e eles embarcaram em uma jornada juntos. Branca de Neve se despediu de seus sete amigos anões e partiu com o príncipe para um castelo distante, onde se casaram e viveram felizes para sempre. É uma história de amor, coragem e o poder do beijo do verdadeiro amor para superar até as maldições mais sombrias.

Branca de Neve e os Sete Anões – História de Amor Read More »

A História De Rapunzel – Historia Para Dormir

Na história de hoje para o momento de dormir, você vai ouvir a história da Rapunzel. Rapunzel é uma biografia popular famosa, coletada pelos Irmãos Grimm e publicada pela primeira vez em 1815, compilada no livro “Contos para Crianças e para o Lar”. A história dos Irmãos Grimm é uma adaptação do diário “Persinette” escrito por Charlotte-Rose de Caumont de La Force e originalmente publicado em 1698.

Esta noite, temos uma história especial para você, e é o conto clássico da Rapunzel. A história da Rapunzel é conhecida e apreciada por muitos. Ela foi coletada pelos Irmãos Grimm e publicada pela primeira vez em 1815, posteriormente incluída em seu livro “Contos para a Infância e o Lar”. Curiosamente, essa história se baseia em um diário chamado “Persinette”, escrito por Charlotte-Rose de Caumont de La Force em 1698. Portanto, prepare-se para uma jornada mágica pelo mundo da Rapunzel.

 

O Conto de Rapunzel: Um Desejo, uma Bruxa e uma Promessa Mágica

 

Era uma vez um casal que não conseguia ter filhos. Eles moravam ao lado de uma bruxa muito assustadora, má e poderosa. A esposa, quando estava prestes a ter um bebê, sentiu um desejo forte por rabanetes. Esses eram rabanetes especiais que só cresciam no jardim da bruxa. Uma noite, o marido se aventurou no jardim para pegar alguns rabanetes para a esposa. Mas na segunda noite, enquanto ele estava escalando de volta sobre o muro para ir para casa, a bruxa má o pegou e o acusou de roubo. O homem implorou por perdão, e a velha mulher disse que o perdoaria se o bebê deles fosse entregue a ela quando nascesse. O homem estava desesperado, então concordou. Nasceu uma linda menina e foi entregue à bruxa, que a chamou de Rapunzel em referência aos rabanetes que lhe foram tirados.

A Ascensão do Príncipe: Uma História de Amor na Torre

Era uma vez um príncipe que cavalgava por uma floresta próxima quando ouviu a bela voz de Rapunzel cantando de uma alta torre. Sua canção o encantou, e ele queria conhecer a garota por trás daquela voz. No entanto, quando chegou à torre, não conseguiu encontrar uma porta para entrar.

O príncipe voltou à floresta muitas vezes, apenas para ouvir as doces canções de Rapunzel. Um dia, ele viu a bruxa que mantinha Rapunzel presa na torre fazendo uma visita. Foi então que ele descobriu como a bruxa entrava na torre.

Quando a bruxa partia, Rapunzel baixava seu longo cabelo como uma corda, e o príncipe subia. Quando chegava até ela, ele pediu a Rapunzel em casamento, e ela concordou. Juntos, eles elaboraram um plano. O príncipe a visitaria à noite para evitar a bruxa, que vinha durante o dia. Sempre que a visitava, ele trazia seda, que Rapunzel usava para tecer lentamente uma escada.

Em uma de suas visitas habituais, o príncipe subiu pelo cabelo de Rapunzel, como sempre fazia.

O Desgosto de Rapunzel: Uma Noite de Mentiras e Espinhos

Rapunzel Torre

A bruxa ficou furiosa quando pegou o príncipe. Ela estava tão zangada que cortou o longo e belo cabelo de Rapunzel e tentou enganar o príncipe. Quando ele veio visitá-la naquela noite, a bruxa baixou o cabelo de Rapunzel como sempre fazia. O príncipe achou que estava subindo para ver Rapunzel, mas estava prestes a ter uma terrível surpresa.

Quando chegou ao topo, percebeu que a pessoa esperando por ele não era Rapunzel; era a bruxa má! Ela estava fingindo ser a garota que ele amava. O príncipe ficou cheio de choque e tristeza.

A bruxa foi muito cruel. Ela disse ao príncipe que ele nunca mais veria Rapunzel e depois o empurrou em um arbusto de espinhos. Os espinhos arranharam seus olhos, e ele não pôde mais enxergar. Foi um momento doloroso e desolador para o príncipe.

Um Final Feliz: Rapunzel, o Príncipe e Seus Gêmeos

Rapunzel, o Príncipe e Seus Gêmeos

Com o passar dos anos, o príncipe vagou por terras vazias e acabou em um vasto deserto. Foi neste deserto que ele encontrou Rapunzel, que agora vivia lá com os dois filhos que ela havia dado à luz – um filho e uma filha, que eram, na verdade, os filhos do príncipe.

Um dia, enquanto Rapunzel cantava, sua voz chegou aos ouvidos do príncipe, e eles se encontraram mais uma vez. Quando se abraçaram, suas lágrimas tinham um poder mágico e trouxeram de volta a visão do príncipe. Ele então levou Rapunzel e seus gêmeos de volta ao reino dela, e a partir desse dia, todos viveram felizes juntos.

Foi um final bonito para uma história repleta de desafios e separação, mas o amor e as lágrimas os reuniram, e eles encontraram sua felicidade mais uma vez.

A Conclusão

E assim, chegamos ao final da história de Rapunzel, uma história de amor, separação e reencontro final. Apesar dos desafios e dificuldades que enfrentaram, o poder do amor prevaleceu. Rapunzel e o príncipe, juntamente com seus gêmeos, encontraram o caminho de volta aos braços um do outro, e suas lágrimas de alegria restauraram o que estava perdido.

Nesta história, somos lembrados de que o amor pode superar até mesmo os obstáculos mais assustadores. É um testemunho da força duradoura do espírito humano e da crença de que o amor verdadeiro pode levar a um “felizes para sempre”.

há mais histórias interessantes em nosso site. apreciá-lo. Boa noite

A História De Rapunzel – Historia Para Dormir Read More »

A Bela Adormecida Princesa Aurora

A Bela Adormecida Princesa Aurora – História para dormir

A história de hoje para a hora de dormir é sobre A Bela Adormecida. É um conto atemporal de uma princesa que cai em um sono profundo por causa da maldição de uma bruxa malvada depois de espetar o dedo em uma roca de fiar. Mas o seu sono é quebrado por um beijo de um príncipe encantador que realmente a ama. O autor desta história é os Irmãos Grimm. Vamos discutir toda a história, fique conosco.

De Amaldiçoada a Desperta: A História da Princesa Aurora

De Amaldiçoada a Desperta  Princesa Aurora

Era uma vez, num reino distante, um rei e uma rainha que desejavam muito ter um filho. Eles esperaram pacientemente por muitos anos, e finalmente, o desejo deles se realizou. A rainha deu à luz uma linda menina, e deram a ela o nome de Aurora.

Para celebrar o nascimento da princesa, o rei e a rainha organizaram uma grande festa. Convidaram todos do reino e até as fadas madrinhas das regiões próximas.

No entanto, as coisas tomaram um rumo sombrio na festa. Uma fada malvada apareceu inesperadamente e lançou uma terrível maldição sobre a princesa. Ela disse que quando Aurora completasse dezesseis anos, ela espetaria o dedo com uma agulha de fiar e cairia em um sono eterno. Foi uma maldição devastadora.

Mas as outras fadas madrinhas intervieram para ajudar. Elas não puderam remover completamente a maldição, mas a suavizaram. Disseram que Aurora não morreria, mas, em vez disso, dormiria profundamente por cem anos. E a única coisa que poderia acordá-la era o beijo de um príncipe que estivesse sob um encantamento.

Foi uma maldição triste e assustadora, mas ainda havia esperança de que o amor e a magia pudessem salvar a princesa no final.

Proteção das Fadas Madrinhas: Um Reino Adormecido com Aurora

O rei e a rainha estavam extremamente preocupados com uma maldição que foi lançada sobre sua filha, Aurora. Para tentar evitar que essa maldição se tornasse realidade, eles estabeleceram uma regra que ninguém poderia usar qualquer tipo de objeto cortante, como agulhas, no castelo.

Mas no décimo sexto aniversário de Aurora, ela descobriu uma mulher idosa fiando lã em uma das salas do castelo. Quando Aurora tentou ajudá-la, ela acidentalmente se espetou com uma agulha e caiu em um sono profundo.

As fadas madrinhas de Aurora fizeram algo mágico. Elas lançaram um feitiço que fez com que todos no reino também caíssem em um sono profundo, para que Aurora não ficasse sozinha. Esse sono profundo durou cem anos, e a história da princesa adormecida se espalhou por todo o reino. Muitos príncipes corajosos tentaram acordá-la com um beijo, mas nenhum deles conseguiu quebrar o feitiço. Foi um momento triste e solitário para todos.

Reino do Amor: Aurora e o Valente Príncipe

Princesa Aurora

Um dia, um jovem príncipe ouviu a história da princesa adormecida e sentiu um forte desejo de visitar o castelo e conhecê-la. Quando ele chegou lá, ficou cativado pela beleza da princesa e decidiu dar-lhe um beijo suave. Assim que a princesa sentiu o beijo do príncipe, ela acordou de seu longo e profundo sono, e o mesmo aconteceu com todos no reino.

O Rei e a Rainha ficaram radiantes ao verem sua filha acordada, e eles realizaram uma magnífica celebração para marcar a ocasião. Aurora e o príncipe, ao se encontrarem, se apaixonaram profundamente e decidiram se casar. A partir desse momento, o reino voltou a experimentar felicidade e prosperidade, e a Princesa Aurora se tornou uma rainha que era adorada e respeitada por todos.

E assim, a lenda da Bela Adormecida foi transmitida ao longo das gerações, servindo como um lembrete de que o amor verdadeiro pode superar até mesmo as maldições mais poderosas.

A Conclusão Da Bela Adormecida

À medida que chegamos ao final desta história para dormir, esperamos sinceramente que você tenha achado o conto da Bela Adormecida encantador e encantador. Por favor, compartilhe seus pensamentos e sentimentos sobre esta bela história conosco nos comentários abaixo. Não se esqueça de explorar mais histórias maravilhosas em nosso site. Enviando abraços calorosos a todos vocês, e estamos ansiosos para compartilhar outra história em breve. Até a próxima!

A Bela Adormecida Princesa Aurora – História para dormir Read More »

A história de Peter Pan

A história de Peter Pan | História Para Dormir

Na história de hoje para dormir, vou contar a você sobre Peter Pan. Peter Pan é um personagem criado por JM Barrie para sua famosa peça chamada “Peter e Wendy”, que mais tarde se tornou um livro infantil publicado em 1911, juntamente com várias adaptações cinematográficas. Peter Pan é um menino pequeno que nunca quer crescer e, em vez disso, passa sua vida tendo aventuras mágicas. É como se ele nunca quisesse se tornar um adulto e só quisesse continuar vivendo incríveis aventuras para sempre. Imagine como seria nunca crescer e viver em um mundo de magia infinita! Então, neste artigo, vamos discutir toda a história. Fique conosco.

Uma Aventura Empolgante com Peter Pan e Wendy

Uma Aventura Empolgante com Peter Pan e Wendy

Peter Pan vive num lugar mágico chamado Terra do Nunca e tem uma pequena amiga fada chamada Sininho.

Um dia, Peter decidiu fazer uma aventura voando. Enquanto voava, ouviu uma voz doce, a voz de uma menina, contando uma história. Curioso, ele seguiu a voz e chegou até a janela de uma menina. Quando a viu, apaixonou-se instantaneamente!

Essa linda menina chamava-se Wendy. Tinha cabelos castanhos claros e olhos azuis bonitos. Wendy tinha dois irmãos, João e Miguel. Peter apresentou-se a eles e convidou-os para uma jornada mágica. Os irmãos de Wendy estavam um pouco hesitantes, mas Wendy estava tão animada que eles concordaram em ir.

Juntos, voaram pelos céus com Peter Pan. Não podiam acreditar que estavam realmente voando, era como um sonho se tornando realidade! Mas para Peter, voar era apenas uma parte normal de sua vida cotidiana, algo muito comum.

Aventuras na Terra do Nunca: Peter, Wendy e os Meninos Perdidos

Aventuras na Terra do Nunca: Peter, Wendy e os Meninos Perdidos

Wendy e seus irmãos foram explorar. Eles encontraram uma vila indígena, viram um navio pirata assustador e conheceram algumas outras crianças perdidas. Tudo isso aconteceu antes do que vou contar a seguir.

De repente, Capitão Gancho, o líder dos piratas, viu Peter Pan e seus novos amigos. Ele começou a disparar canhões contra eles! Wendy quase foi atingida por um desses canhões. Ela perdeu o equilíbrio e estava prestes a cair, mas Peter a segurou e salvou o dia. Isso fez com que os sentimentos deles um pelo outro ficassem ainda mais fortes, como um abraço caloroso do coração.

Após esse encontro perigoso, Peter, Wendy e seus irmãos conseguiram escapar do Capitão Gancho. Eles encontraram um esconderijo com as crianças perdidas. Essas crianças viviam em uma árvore grande e vestiam roupas velhas e rasgadas. Eles ficaram impressionados com Wendy e o quão bem ela cheirava. Wendy percebeu que esses meninos nunca tinham realmente conhecido uma menina antes, então ela começou a contar histórias maravilhosas para fazê-los felizes e se sentirem como se tivessem um novo amigo.

Uma Batalha de Coragem: Peter Pan vs. Capitão Gancho

Em um belo dia, o Capitão Gancho sequestrou a princesa indígena, e todos se mobilizaram para ajudar. Peter Pan entrou em ação e a salvou das garras do Capitão Gancho.

Conforme o tempo passava, o Capitão Gancho ficava cada vez mais insatisfeito e elaborou um plano cruel para capturar os meninos perdidos desta vez, e infelizmente, ele teve sucesso. Ele os agarrou e os levou para o seu navio. Lá, ele os jogou no mar, esperando que fossem engolidos pelo crocodilo chamado Tic Tac.

Mas quando as coisas pareciam mais sombrias, Peter Pan apareceu e resgatou seus amigos. Ele mostrou uma coragem incrível quando confrontou o Capitão Gancho e saiu vitorioso da batalha deles. Foi um momento cheio de coragem e triunfo, e a amizade deles nunca esteve tão forte.

A Emocionante Despedida Entre Wendy e Peter Pan

A Emocionante Despedida Entre Wendy e Peter Pan

Wendy, sentindo-se responsável pelos seus irmãos mais novos, pediu-lhes que voltassem para casa, pois os pais deles estariam preocupados. Peter Pan interceptou-os antes que partissem.

Quando chegaram à casa de Wendy, os irmãos dela entraram, deixando-a sozinha com Peter Pan. Tiveram uma conversa sincera, e Wendy perguntou a Peter se ele queria acompanhá-los. Mas Peter sabia que não podia, porque a Terra do Nunca era o seu lar, e ele nunca queria crescer. Ele queria permanecer uma criança para sempre.

Com o coração pesado, Wendy se despediu de Peter Pan e o viu voar para longe. Ela o observou, implorando silenciosamente com os olhos para que ele sempre se lembrasse dela.

Foi um momento agridoce cheio de emoções, pois Wendy sabia que tinha que voltar para o seu próprio mundo, deixando para trás o mundo mágico da Terra do Nunca e o menino que nunca cresceria.

Conclusão da história de Peter Pan

Chegamos ao fim de mais uma história para dormir, e esperamos que tenham gostado da história de hoje sobre Peter Pan. Por favor, compartilhem seus pensamentos sobre essa história maravilhosa nos comentários abaixo. Além disso, não se esqueçam de explorar mais histórias em nosso site. Enviando abraços calorosos a todos vocês, e nos encontraremos novamente em nossa próxima história. Boa noite!

A história de Peter Pan | História Para Dormir Read More »

Frozen Hearts A História de Anna e Elsa

Frozen: A História de Anna e Elsa | História Para Dormir

A história de hoje para a hora de dormir é toda sobre Peter Pan. E você conhece o filme Frozen? Bem, ele veio de uma história chamada “A Rainha da Neve” escrita por um grupo de pessoas talentosas. Foi lançado em 3 de janeiro de 2014.

Agora, deixe-me contar o que Frozen é sobre. É uma história sobre duas irmãs. Uma delas, uma corajosa garota chamada Anna, parte em uma aventura perigosa em uma terra de gelo e neve. Ela está tentando encontrar sua irmã, a Rainha Elsa, e deter uma terrível maldição que está congelando tudo. É uma história sobre amor e família, e vai aquecer seu coração, mesmo nas noites mais frias.

Irmãs Congeladas: O Poder Secreto de Elsa e a Jornada de Anna

O Poder Secreto de Elsa e a Jornada de Anna

Há muito tempo, existiam duas princesas, Elsa e Anna, que viviam em um reino distante chamado Arendelle. Elsa, a irmã mais velha, tinha um dom especial – ela podia criar belo gelo e neve com um simples gesto da mão.

Um dia, enquanto brincavam juntas, Elsa acidentalmente usou seu poder e o gelo atingiu a cabeça de Anna. Seus pais ficaram muito preocupados e pediram ajuda aos Trolls para curar Anna.

Embora os Trolls tenham ajudado Anna e ela tenha ficado bem, decidiram que Elsa deveria manter seu poder em segredo. Não queriam que mais acidentes ocorressem.

A partir desse dia, Elsa teve que ficar em seu quarto, completamente sozinha. Seu poder continuava a crescer, e ela não conseguia controlá-lo. As duas irmãs não podiam mais brincar juntas. Mesmo quando perderam seus pais, elas permaneceram afastadas e não conversavam muito. Foi um momento triste para ambas.

Destino Congelado: Os Poderes de Elsa Revelados e o Congelamento de Arendelle

Os Poderes de Elsa Revelados e o Congelamento de Arendelle

Quando Elsa completou 18 anos, tornou-se a Rainha de Arendelle. No dia de sua coroação, as portas do castelo se abriram, convidando pessoas de terras distantes para celebrar.

Durante as festividades, Anna conheceu um príncipe encantador chamado Hans, das Ilhas do Sul. Foi como um conto de fadas, e na festa, Hans pediu Anna em casamento. Ela ficou radiante e disse sim, pois esse era o seu desejo mais profundo.

Mas quando Anna contou com entusiasmo à sua irmã sobre o noivado, a raiva de Elsa a dominou, e ela acidentalmente revelou seus poderes gélidos a todos.

Aterrorizada, Elsa fugiu para as montanhas e criou um magnífico palácio de gelo, esperando finalmente ser ela mesma sem medo. Ela não percebeu quão forte era sua magia e, acidentalmente, congelou todo o reino de Arendelle. Foi um momento de liberdade e consequências não planejadas.

A Captura de Elsa: Os Guardas Reais Levam a Rainha do Gelo

A Captura de Elsa em frozen

Anna seguiu sua irmã com o coração pesado até o castelo de gelo. Elas conversaram e decidiram que, se trabalhassem juntas, poderiam consertar tudo e fazer o verão retornar.

Elsa não sabia como fazer a magia desaparecer e tinha medo de voltar ao palácio. Em seu nervosismo, ela acidentalmente feriu sua irmã ao congelar seu coração com um raio de gelo. Anna começou a sentir um frio cada vez maior, como se estivesse se transformando em gelo por dentro.

Um amável vendedor de gelo chamado Kristoff, que havia ajudado Anna a chegar à montanha coberta de neve, cuidou dela.

Pouco depois, seguindo as ordens de Hans, o líder das Ilhas do Sul, os guardas reais capturaram Elsa e a trouxeram de volta para Arendelle. Eles a trancaram em uma masmorra escura. Foi um momento muito triste e difícil para todos os envolvidos.

O Último Ato de Anna para Salvar Sua Irmã

Anna estava realmente abalada com a magia de Elsa. Parecia que apenas o verdadeiro amor poderia salvá-la em Arendelle. Então, Anna se virou para Hans e pediu um beijo, pensando que isso poderia quebrar o feitiço de gelo. Mas Hans acabou sendo uma pessoa má que só se importava em se tornar rei. Ele apagou o fogo que mantinha Anna aquecida e a deixou congelar.

Elsa conseguiu escapar de sua prisão, acreditando que sua magia tinha causado a morte de Anna. No meio de uma tempestade feroz, Hans perseguiu Elsa com a intenção de machucá-la. No entanto, justamente quando ele estava prestes a ferir Elsa, Anna, que estava quase congelada, corajosamente se colocou entre eles para proteger sua irmã. Foi um momento emocionante e corajoso.

Irmãs Unidas: O Vínculo Eterno de Elsa e Anna

Elsa e Ann se amam em Frozen

Naquele exato momento, algo incrível aconteceu. Anna se transformou em uma estátua feita de gelo! Elsa estava arrasada e não conseguia parar de chorar enquanto segurava sua irmã congelada. Mas então, em um giro mágico, Anna descongelou e voltou ao normal. Foi um ato de amor verdadeiro que derreteu o feitiço de gelo!

Hans enfrentou as consequências de suas ações, e as pessoas do reino receberam a Rainha Elsa de braços abertos. Elsa havia aprendido a controlar seus poderes, e o verão retornou, trazendo alegria a todos novamente. Kristoff conquistou o coração de Anna, e eles estavam profundamente apaixonados.

O vínculo entre Elsa e Anna ficou mais forte, e Arendelle se tornou um lugar alegre e feliz para se viver novamente.

conclusão

Chegamos ao fim de mais uma história para a hora de dormir. Esperamos que você tenha gostado da história de Frozen. Por favor, compartilhe seus pensamentos nos comentários abaixo. Não se esqueça de explorar nossas outras histórias em nosso site. Enviando abraços calorosos para todos, e nos vemos na próxima história.

Frozen: A História de Anna e Elsa | História Para Dormir Read More »

A Joaninha Que Perdeu As Pintinhas

A Joaninha Que Perdeu As Pintinhas | História Para Dormir

A história de hoje para a hora de dormir é sobre uma joaninha chamada Joaninha. Esta história especial de Ducarmo Paes ensina-nos a compreender e cuidar dos outros, tal como Joaninha fez.

Nesta história, Joaninha é um pouco como o filho pródigo que saiu de casa e perdeu o seu lugar lá. Quando ela saiu e voltou, as coisas tinham mudado, e ninguém a reconheceu. Ela teve que trabalhar muito para conseguir uma oportunidade de voltar para casa.

Enquanto lemos e olhamos para as belas ilustrações, veremos que Joaninha tem uma amiga querida chamada Tininha. Elas estão sempre juntas, e Tininha é uma amiga adorável e inteligente que significa muito para Joaninha.

O Dia em Que a Joaninha Caiu no Rio

Era uma vez uma joaninha chamada Tininha. Um dia, enquanto caminhava sozinha, ela caiu acidentalmente em um rio. Aterrorizada porque não sabia nadar, ela lutou na água, mas conseguiu se safar remando até a segurança. Ela sabia que precisava voltar para casa, onde sua mãe preocupada a esperava.

joaninha cai no rio

A Emocionante Jornada de Tininha para Casa: Em Busca de Suas Manchinhas Perdidas

Quando Tininha chegou em casa, chamou por sua mãe, prometendo nunca mais se atrasar e ansiando por um abraço. Mas sua mãe não a reconheceu e disse: “Você não é minha filha; minha filha é imaculada.” Tininha percebeu que havia perdido suas pequenas manchinhas, e isso a deixou muito triste.

Determinada a encontrar suas manchinhas, Tininha voltou ao rio, na esperança de que elas ainda estivessem lá. Ela nadou ao longo do rio, perguntando a todos que encontrava se tinham visto suas manchas. O tempo passou rapidamente enquanto ela apreciava a beleza da natureza, desde os peixes sob a ponte até o pôr do sol e o céu estrelado.

Um Auxílio De Um Pintor Gentil

De repente, ela se viu no mar, desorientada e se sentindo perdida. Suas manchas agora eram ainda mais difíceis de encontrar. Enquanto caminhava na praia de areia, chorando, ela tropeçou em um jovem pintor. Ele percebeu sua angústia e perguntou: “Quem é você?”

Tininha respondeu: “Eu sou apenas uma joaninha manchada, e não posso voltar para casa sem minhas manchinhas.” O bondoso pintor decidiu ajudá-la. Com sua tinta e pincel, ele cuidadosamente recriou suas manchinhas em suas asas.

A Alegre Volta Para Casa Da Joaninha Tininha

Quando Tininha voltou para casa, sua amiga inseparável correu para contar à mãe dela: “Dona Joana, sua filha está voltando!” Uma alegre celebração foi preparada para receber Tininha de volta à sua amada casa. Sua mãe correu para abraçá-la apertado, e todos estavam cheios de felicidade.

A Joaninha Que Perdeu As Pintinhas | Conclusão

Chegamos ao final de mais uma história para a hora de dormir. Esperamos sinceramente que tenham gostado da linda história “A Joaninha que Perdeu seus Filhotes”. Por favor, compartilhem seus pensamentos nos comentários abaixo. Não se esqueçam de explorar outras histórias em nosso site. Enviando abraços calorosos a todos vocês, e estaremos de volta com outra história em breve. Boa noite!

A Joaninha Que Perdeu As Pintinhas | História Para Dormir Read More »

série Dos Livros De Devil’s Night De Penelope Douglas

Série Dos Livros De Devil’s Night De Penelope Douglas

Os livros da série “Devil’s Night” são uma série de romance sombrio escrita por Penelope Douglas. São intensos e farão você sentir todas as emoções, desde o amor até o ódio. Os livros são melhor apreciados em ordem, já que cada um conta a história de um personagem diferente e suas respectivas histórias de amor e ódio.

A série segue um grupo de quatro amigos, Kai, Damon, Will e Michael, que são os reis de sua escola secundária. Eles são ricos, populares e temidos por todos. No entanto, suas ações têm consequências, e eles terão que percorrer um longo caminho de vingança e paixão.

Se você está procurando por um romance sombrio e emocional, então os livros da série Devil’s Night são para você.

Corrupt 

Corrupt 

Em “Corrupt”, o primeiro livro da série, somos apresentados ao mundo sombrio do Devil’s Night, onde quatro amigos de infância – Damon, Michael, Kai e Will – retornam à cidade natal como homens poderosos e perigosos. Eles não são mais os mesmos garotos que partiram; agora são figuras notórias envolvidas em atividades criminosas. A história segue Rika Fane, uma jovem que se envolve em sua teia sombria. À medida que segredos, vingança e desejos proibidos vêm à tona, Rika deve navegar pelas águas traiçoeiras de seus jogos perturbadores.

Rika é arrastada para o mundo deles quando começa a frequentar a escola secundária local e se torna alvo de seus jogos sinistros. Entre esses rapazes, Michael, o líder carismático, se destaca, e seu interesse por Rika desencadeia uma série de eventos que mudarão suas vidas para sempre. Rika se vê dividida entre o medo e a fascinação enquanto se envolve em uma teia de mentiras, jogos de poder e desejos sombrios.

Hideaway

Hideaway

“Hideaway” continua a série Devil’s Night, concentrando-se no relacionamento complexo entre Kai Mori e Banks. Kai é um homem assombrado por seu passado, determinado a proteger a mulher que ama, Banks, de seu mundo perigoso. Enquanto eles tentam construir uma vida juntos, enfrentam ameaças externas e lutas internas que ameaçam separá-los.

A história de Kai está repleta de dor e segredos, e seu amor por Banks é genuíno, mas seus erros e ações do passado ameaçam destruir sua chance de felicidade. Banks, por outro lado, guarda seus próprios segredos, e o relacionamento deles é uma jornada apaixonada e tumultuada. Eles precisam navegar pelas águas traiçoeiras do amor, confiança e lealdade, tudo enquanto enfrentam as forças perigosas que desejam vê-los fracassar.

Kill Switch 

Kill Switch 

Em “Kill Switch”, o foco muda para Damon Torrance, um hacker com um passado sombrio, e Winter Ashby, uma mulher com sua própria agenda oculta. Seus caminhos se cruzam, e eles são lançados em um turbilhão de perigo e intriga. Damon é um personagem complexo com um forte senso de justiça e uma determinação implacável para proteger aqueles que ama. Winter, por outro lado, é enigmática e guarda segredos que podem mudar tudo.

À medida que suas vidas se entrelaçam, eles precisam enfrentar seus passados e navegar por uma teia de decepção e perigo. “Kill Switch” explora a dinâmica complexa entre Damon e Winter, revelando as profundezas de seus personagens e o misterioso mundo do Devil’s Night.

Fire Night

Fire Night

“Fire Night” é uma adição especial à série “Devil’s Night” de Penelope Douglas, projetada para aquecer os corações dos fãs que acompanharam as intensas, picantes, tóxicas e sombrias histórias dos enigmáticos personagens da série.

Passado 10 meses antes dos eventos de “Nightfall,” “Fire Night” leva os leitores em uma jornada de volta no tempo. Este conto de Natal é narrado a partir das perspectivas de Kai, Damon, Will e Michael, os quatro amigos que, em sua juventude, criaram um grupo lendário e quase mítico conhecido por causar caos onde quer que fossem. Apesar de suas ações sombrias e controversas, conquistaram o amor incondicional dos leitores.

Nesta história especial, Penelope Douglas permite que os leitores se reconectem com esses personagens queridos durante a temporada de festas de fim de ano. A notória gangue “Devil’s Night”, antes temida por todos, agora tenta abraçar o espírito de Natal em meio a um cenário coberto de neve e pitoresco.

Conforme a história se desenrola, os leitores podem esperar uma experiência emocionante e nostálgica, testemunhando a transformação desses personagens formidáveis, conhecidos por suas maneiras implacáveis, em indivíduos que tentam encontrar alegria e significado durante a temporada de festas de fim de ano. “Fire Night” promete ser um conto de Natal encantador e emocional que oferece uma perspectiva única sobre as personalidades complexas da gangue “Devil’s Night”.

Esta novela oferece aos fãs a oportunidade de ver seus personagens favoritos sob uma nova luz, celebrando a temporada de festas e mostrando o crescimento e desenvolvimento desses indivíduos que conquistaram os corações dos leitores ao longo da série.

NightFall

NightFall

Em “Nightfall”, o quinto e último livro da série “Devil’s Night” de Penelope Douglas, os leitores embarcam em uma jornada eletrizante e de tirar o fôlego, à medida que a série atinge sua emocionante conclusão.

A história reúne os quatro amigos enigmáticos e poderosos – Damon, Michael, Kai e Will – para uma última missão perigosa. Conforme eles mergulham mais fundo em seu mundo sombrio de segredos e vingança, as apostas estão mais altas do que nunca. O grupo enfrenta as consequências de suas ações passadas e deve confrontar as sombras que os assombram desde a juventude.

Ao longo de “Nightfall”, a autora habilmente entrelaça tramas não resolvidas e arcos de personagens, fornecendo aos leitores respostas esperadas há muito tempo para perguntas urgentes. A intrincada teia de mentiras, enganos e paixão que definiu a série finalmente se desenrola, revelando verdades chocantes e motivações ocultas.

A intensa química entre os personagens, o romance ardente e as sequências de ação eletrizantes mantêm os leitores à beira de seus assentos. Penelope Douglas equilibra habilmente momentos de emoção de cortar o coração com romance ardente, criando uma experiência de leitura poderosa e memorável.

À medida que as alianças são testadas e as lealdades são levadas ao limite, “Nightfall” explora temas de redenção, perdão e os laços duradouros da amizade. Ele oferece uma conclusão satisfatória e catártica para a narrativa complexa e multifacetada que se desdobrou ao longo da série “Devil’s Night”.

“Nightfall” é uma montanha-russa de suspense, paixão e intriga sombria que deixará os fãs da série completamente satisfeitos e, ao mesmo tempo, ansiando por mais da envolvente narrativa de Penelope Douglas.

Série Dos Livros De Devil’s Night De Penelope Douglas Read More »